A Darkside Books está completando 5 aninhos hoje e, para comemorar, resolvemos separar algumas listas indicando alguns livros da editora. Como uma editora que apostou desde cedo em livros que viraram filme e vice-versa, não poderíamos deixar de lado os romances incríveis que a editora lançou e que foram para a telona.

Começando este texto em grande estilo, O Homem que Caiu na Terra, de Walter Tevis, é uma ficção científica de respeito. A história eternizada por David Bowie no cinema apresenta um alienígena que chega à Terra com o objetivo de se tornar o mais rico possível e voltar para resgatar os últimos habitantes do seu planeta, cujos recursos são escassos. Crítico e bem escrito, o romance te faz questionar muito daquilo que acontece ao seu redor e consegue humanizar o protagonista de uma forma que vi poucas vezes no gênero. Recomendadíssimo!

Os Goonies é uma história que fez o caminho contrário. Do cinema para a literatura, o livro foi criado a partir do roteiro do clássico dos anos 1980 e foi feito sob medida para aquecer seu coração com a mais pura nostalgia. Se conseguir encontrá-la por um preço bacana, indicamos que pegue a luxuosa versão limitada em capa dura, que estabeleceu o padrão psicopata de qualidade da editora.

Ah! E o que falar de Psicose, de Robert Bloch, um livro que facilmente entra na minha lista de favoritos da vida? A história de uma jovem que se hospeda no Motel Bates e dos acontecimentos que se desenrolam no pacato local é simplesmente icônica e foi eternizada nos cinemas pelas mãos de Hitchcock, mas é no livro que aqueles personagens vivem e são expandidos sob outras perspectivas das vistas nas telas. Uma obra imperdível para quem é fã de um bom suspense.

Inspiração para o filme homônimo de Steven Spielberg, Tubarão é uma das narrativas mais sangrentas que não pode faltar em sua estante. A história da cidade litorânea atacada pelo peixe assassino foi eternizada no cinema, porém ainda chama a atenção e se mantém relevante. Se é inegável que o livro pode irritar em alguns pontos, principalmente quanto às personagens femininas, Tubarão ainda assim é uma história que vale a pena ser lida.

Encerrando a lista com mais Bowie, temos Labirinto! Idealizada e dirigida por Jim Henson (“apenas” o criador dos Muppets) e com produção de George Lucas, o filme teve roteiro de Terry Jones, um dos fundadores do Monty Python, e é ele que é usado como base para o romance escrito por A.C.H. Smith, inclusive com cenas cortadas do filme. Se nem Os Goonies, nem este livro fizerem o seu coração explodir de nostalgia, só posso convidar você a correr para ler e assistir estas histórias e correr atrás do prejuízo. <3