Quem vê agora a quantidade de títulos publicados de Star Wars pode ser assustar um pouco e ser sentir meio perdido, querendo saber por onde começar, o que significa aquela faixa dourada escrita Legends em algumas das capas e até o porquê várias editoras publicam livros da saga. Nesse post, vou tentar explicar tudo isso e ainda dar algumas indicações para quem quer mergulhar fundo na história dessa galáxia muito, muito distante.

Afinal, como surgiram os livros de Star Wars?

A saga criada por George Lucas sempre teve uma ligação muito forte com a literatura, tanto que alguns meses antes do primeiro filme chegar aos cinemas, já chegava às livrarias norte-americanas a novelização de Uma Nova Esperança para ajudar na divulgação do longa.

Capa do primeiro livro publicado de Star Wars, lançado antes mesmo da estreia da saga nos cinemas

A partir da estreia do filme, vários fãs começaram a criar suas próprias histórias dentro desse universo na boa e velha forma da fanfic. Com o tempo, a LucasFilm começou a autorizar um ou outro autor e, dessa forma, uma enxurrada de livros chegou ao mercado com a marca de Star Wars e seus personagens. Só que por mais que a LucasFilm autorizasse, ela basicamente tinha pouco controle – e nem se importava muito – sobre as histórias e quanto mais livros eram lançados com a marca da saga, mais confuso esse universo expandido ficava. Os livros não seguiam uma mesma história de maneira contínua e cada autor se via livre para fazer o que quisesse, sem se importar com que o outro autor fez, o que fazia com que um personagem central morresse em um livro, no outro ele estivesse vivo e, num terceiro, ele estivesse desaparecido; da mesma forma, a LucasFilm não se pronunciava sobre o que seria oficial ou não, para poder se manter livre de qualquer amarra caso decidisse contar uma nova história no cinema. Ou seja, o cânone de Star Wars era uma bagunça, o que levou os fãs a tentarem organizá-lo em uma divisão que também é confusa.

A Disney entra em jogo

Isso é canônico também?

Quando a LucasFilm foi comprada pela Disney, em 2012, a casa do camundongo mais famoso do planeta se viu com um grande problema: ela queria expandir esse universo numa grande história transmídia, na qual o que aconteceria em cada história contada por eles – seja no cinema, nos games, nos quadrinhos ou na própria literatura – fosse canônica e estivesse integrada, com as diferentes mídias se influenciando; porém muita coisa já havia sido produzida – e consumida pelos fãs – com a marca licenciada.

“Lendas são histórias contadas em volta de fogueiras. Algumas eram invenções, outras verdades parciais, mas algumas eram realmente verdade.” – Timothy Zahn

A solução encontrada foi relativamente simples. Todas as histórias contadas até ali foram agrupadas no selo Legends, funcionando como lendas contadas ao redor de fogueiras, como disse o Timothy Zahn em entrevista à Folha. E, por outro lado, o que passasse a ser produzido a partir daquele ponto era parte do cânone oficial de Star Wars, estando integrado nesse ousado projeto, que certamente é a maior história transmídia já feita.

Quem publica Star Wars no Brasil?

Os livros de Star Wars por aqui estão espalhados em quatro editoras. A Darkside, no seu início, publicou um volume que reunia as romantizações – adaptações no formato de romance de um roteiro, no caso – dos três filmes da trilogia clássica da saga num formato de luxo; e só.

Já as editoras oficiais da saga no país são duas: a Aleph e a Seguinte. Enquanto a Aleph publica – e tem os direitos – de uma seleção dos melhores livros do selo Legends e exclusividade nas novas histórias canônicas de Star Wars, a Seguinte possui os direitos dos livros canônicos voltados ao público jovem adulto da saga.

Por fim, a mais recente editora a publicar Star Wars no Brasil é a Universo dos Livros, através do selo Universo Geek, que comprou os direitos de um pacote de títulos da Disney e, no meio, vieram algumas histórias do selo Legends que a Aleph ainda não tinha comprado os direitos.

Por onde começar?

Embora a quantidade de livros seja grande, não é tão complicado começar a lê-los. Você basicamente pode começar por qualquer livro, decidindo se você só gostaria de conhecer histórias canônicas ou se não se importa em ler narrativas que embora não canônicas são bem contadas e se passam nesse universo. A única coisa que deve ser respeitada é que alguns dos livros possuem sequências e você não pode se esquecer de ver a ordem da série ou trilogia.

Para facilitar a vida dos indecisos, separei alguns livros dentro de cada abordagem desse universo para indicar a vocês.

Cânone YA

Os livros do cânone voltados ao público jovem adulto passam longe de serem histórias simplificadas ou menos importantes nesse universo como o preconceito de alguns deixa a entender. Estrelas Perdidas, de Claudia Gray, não só é um dos livros mais interessantes que já li de Star Wars, como uma leitura que recomendaria até para quem não é tão fã da saga. Outra indicação é o livro Antes do Despertar, de Greg Rucka, altamente indicado para quem está ansioso demais para ver Os Últimos Jedi e gostaria de aproveitar esse tempo de espera para conhecer melhor o novo trio de protagonistas, Rey, Finn e Poe.

Legends

Essas lendas de Star Wars são fantásticas e eu não poderia colocar outro livro que não Herdeiro do Império (e suas sequências), de Timothy Zahn, para ser o primeiro. A trilogia de Zahn apresenta um dos maiores vilões que você já viu (ou verá), novos personagens geniais e uma trama inteligente e fluída, considerada tão boa que os fãs a adotaram como sequência “oficial” para os eventos dos filmes. Para aqueles que gostariam de se surpreender com uma abordagem totalmente nova desse universo tão grande, não posso deixar de indicar Kenobi, que reapresenta esse personagem numa trama com um estilo meio western, e Troopers da Morte, que traz o terror para dentro de uma nave abandonada no meio do espaço.

Cânone

A primeira indicação para quem quer conhecer esse novo universo expandido de Star Wars seria Marcas da Guerra, que traz uma narrativa fluída e deixa bem clara a sua ligação com o resto da saga, explicando melhor a situação desse universo entre a queda do Império e a ascensão da Primeira Ordem. E o outro livro que eu indico é Herdeiro do Jedi, que mostra o que acontece entre o Episódio IV e o Episódio V, explicando o salto da habilidade do Luke em usar a Força em uma história divertidíssima de se ler.

Por fim, é claro que não posso esquecer de dizer: May the Force be with you!

Imagem de capa do post: Pawel Kadysz // DesignStack