Stephen King é um autor prolífico. Com 70 anos, mais de 50 romances e uma infinidade de contos e novelas, não é estranho que algumas pessoas sempre fiquem em dúvida sobre qual livro seria uma boa porta de entrada para conhecer a bibliografia do autor. Por isso, separei 5 livros que gosto muito do autor e que considero boas opções para quem quer mergulhar na mente assombrada do autor. Só um aviso: depois da primeira página lida, já não há mais volta…

Misery – Louca obsessão

> Compre o seu exemplar na Amazon.com.br <

Se você está louco de vontade para ler King, mas foge de qualquer terror sobrenatural, Misery – Louca obsessão é o livro ideal para você. A história de um escritor que assassinou sua personagem mais famosa e é encontrado por sua psicótica fã número um após um acidente de carro, é um dos meus livros favoritos da vida.

A tensão de se ver preso junto ao personagem, Paul Sheldon, em uma cama de maneira indefesa, à mercê de Annie Wilkes é aterrorizante e, simplesmente, brilhante. Misery é um livro que simplesmente gruda na sua mão até que você termine a leitura e que vai fazer você simplesmente engolir todas as páginas para ver até onde a espiral de loucura de Annie Wilkes vai te levar.

Joyland

> Compre o seu exemplar na Amazon.com.br <

Livro curto e gostosinho de ler, Joyland está longe de ser a obra mais genial do King, mas é um bom ponto de partida para quem quer conhecer a obra do autor e fugir do terror. Mergulhando no universo dos antigos parques de diversões, este livro tem um toque de suspense ao apresentar a história de um parque marcado pelo assassinato de uma jovem, que, segundo os rumores, habita o trem-fantasma como espírito.

Ao invés de ser um romance que explora o sobrenatural, Stephen King preferiu contar uma história nostálgica com personagens interessantes e uma trama bem amarrada. Como disse na resenha, este é um livro guiado por um suspense que brinca com o sobrenatural, mas não acaba em terror.

Escuridão Total Sem Estrelas

> Compre o seu exemplar na Amazon.com.br <

Roubando a expressão da Redatora de Merda, este é um livro para te desgraçar. Quatro histórias não interligadas, unidas apenas por mostrarem o ser humano frente ao horror e sendo forçado a encarar o seu lado mais sombrio, é isto que a coletânea Escuridão Total Sem Estrelas traz.

Em 1922, vemos um agricultor e seu filho assassinando a esposa e mãe; em Gigante do Volante, uma escritora de mistérios é estuprada e deixada para morrer por um estranho; em Extensão Justa, um pacto com um vendedor faz um homem com câncer terminal decidir se sua vida vale mais que a do melhor amigo; e, em Um Bom Casamento, uma caixa escondida na garagem faz uma mulher repensar se conhece seu marido de verdade. A partir daí, o que desenvolve cada conto é a maneira como os personagens reagem depois de passarem por esses momentos de escuridão total, como eles lidam com seus traumas, ações e decisões.

O Cemitério

> Compre o seu exemplar na Amazon.com.br <

Agora, se você quer dormir com as luzes acesas e encarar logo o lado mais assustador da literatura de King, O Cemitério é o livro perfeito para você começar. Clássico do gênero, este é um livro curto e lotado de reviravoltas, que certamente vai habitar os seus pesadelos por um tempo.

Quando uma família se muda para uma pequena cidade do Maine, ela é confrontada com o sobrenatural depois de enterrar o gato de sua filha é atropelado e enterrado num cemitério de animais de estimação perto de sua casa, só para ver o gato voltar à vida e andar por aí. A partir deste ponto, vida e morte se misturam em uma trama feita para arrepiar até o seu último fio de cabelo e fazer você ainda pedir por mais.

Carrie, a Estranha

> Compre o seu exemplar na Amazon.com.br <

Embora esteja longe de ser uma das melhores obras do autor (e nem todo mundo o indique para uma primeira leitura), o primeiro romance publicado de Stephen King é um dos melhores lugares para você começar. A mistura do sobrenatural com a maldade humana tornam este livro não só divertido, levemente assustador e mais um clássico do gênero (e do cinema também, na fantástica adaptação feito por Brian de Palma, em 1976), como também mostra todo o potencial que o autor tinha na época e que foi tão bem desenvolvido a partir dali na sua infinidade de romances, contos, novelas, quadrinhos e ensaios.

A história de uma jovem que sofre na mão dos seus colegas de classe e de uma mãe opressiva que acaba descobrindo um dom sobrenatural e sai em busca de sua vingança nos lembra o porquê Stephen King será para sempre nossa eterna rainha (rei?) do baile.